Karenn Barros Bezerra; Renato Maia Gama; Marcos André Pereira Gomes; Paulo Gilmar da Costa Sousa; Allysson Milhomen Rocha; Waston Gonçalves Ribeiro; Andrea Rodrigues de Sousa UDI Hospital Serviço de Diagnóstico por Imagem São Luís, MA, Brasil.
Descrição do Material: Apresentamos o caso de uma paciente de 32 anos, com história de diabetes tipo1, retinopatia avançada e nefropatia dialítica.Material: Paciente feminina, com 86 anos, foi admitida com história de constipação crônica, evoluindo com dor abdominal intensa e difusa, distensão abdominal e sinais de defesa.Resultados Principais: Observamos a associação de contusão de vísceras sólidas com a presença de líquido livre em 62,5 dos casos.O objetivo desse trabalho é ilustrar os principais achados encontrados no exame.Conclusão: A diverticulite jejunal é rara, mas deve sempre ser lembrada em pacientes idosos com quadro álgico abdominal.Na tomografia computadorizada (TC) notou-se lesão de aspecto expansivo/infiltrativo na cauda do pâncreas, com calcificações de permeio, medindo aproximadamente 3,2 2,9 cm, não havendo planos nítidos de separação com o fundo gástrico e a adrenal esquerda.O tratamento clássico preconizado é a esplenectomia.TC pode ser a melhor modalidade para diferenciar a hérnia de De Garengeot das demais, pois tem quanto ganha um procurador geral do estado alta sensibilidade, precisão e especificidade em evidenciar a presença do apêndice no saco herniário e indicar presença de obstrução, coleção líquida ou inflamação em casos de dor abdominal.Apêndices epiploicos são pequenas saculações peritoneais contendo gordura que protruem a partir da superfície serosa do cólon.A ressonância magnética (RM) é um excelente método caracterizador tecidual e permite identificar diferentes formas de apresentação e complicações do angiomiolipoma que podem estar obscuras em outros métodos.Em 1935 a Aliança Nacional Libertadora monta um levante militar que o Governo domina facilmente.5Є: A dita testemunha era falsa.
Na síndrome do desfiladeiro torácico ocorre uma compressão dinâmica da artéria, veia ou nervo que atravessam este compartimento.



A etiologia é indeterminada, porém, discute-se que os fatores predisponentes sejam a presença de organismos formadores de gás no lúmen intestinal, no sistema porta ou em microabscessos hepáticos.
Este trabalho apresentará um caso de doença de Addison (DA) de etiologia infecciosa com massas adrenais bilaterais e seus achados de imagem.

[L_RANDNUM-10-999]