Vejamo o exemplo concreto de um trabalhador que, num mês com 23 dias úteis de trabalho, esteve doente todo o mês, com excepção do último dia, em que veio trabalhar.
A questão que está aqui a numeros mais sorteados mega sena até hoje ser abordada, realmente, origina dúvidas, aquando do processamento das faltas.
Postado há em 7th, December 2015.Fonte: Blog Guia Trabalhista, link: m para fins de pagamento do 13 salário, as faltas legais e as justificadas ao serviço não serão deduzidas.Pelo que, se os valores a deduzir ultrapassarem o valor do salário mensal, a dedução é reduzida a este valor, não sendo admissível a transferência de qualquer saldo para o mês seguinte como dívida do trabalhador.".Empregos Simultâneos e 13 Salário 2 Parcela do Guia Trabalhista Online.Observe-se que no mês de julho, mesmo faltando 15 dias, ainda trabalhou 16 dias, mantendo-se o direito ao avo do 13 Salário.Exemplo, empregado possui 2 empregos e percebe mensalmente.400,00 no emprego A.100,00 no emprego.A aplicação deste método pode conduzir a situações que, no limite, impliquem, em termos contabilísticos, que o trabalhador, apesar de ter trabalhado um ou dois dias, durante o mês, ainda assim tivesse que repor dinheiro ao empregador pelo facto de o valor a deduzir ser.Havendo rescisão do contrato de trabalho, inclusive no mês de dezembro, o recolhimento do inss sobre o décimo terceiro salário pago deverá obedecer ao regime de competência normal, ou seja, será no prazo normal do recolhimento da folha de pagamento que é realizado no início.Multiplicando este valor pelos 22 dias faltados, encontra-se o resultado de 608.96, superior à remuneração mensal.Caso o somatório dos valores ultrapasse o teto do salário de contribuição, o empregado segurado poderá eleger qual a fonte pagadora irá efetuar o desconto por primeiro, cabendo ganhar dinheiro na internet tem como à segunda fonte pagadora, efetuar o desconto da diferença até o limite máximo de contribuição.Lembramos, ainda, que os domingos, desconto iptu rj idoso destinados ao descanso semanal remunerado, serão considerados como faltas, desde que descontados na folha de pagamento do empregado.Veja exemplos de cálculos no tópico.1, parágrafo único, do Decreto.155/1965.Exemplo, um empregado teve 58 faltas no período de janeiro a dezembro/15, as quais estão distribuídas da seguinte forma: O empregado terá direito a 10/12 avos de 13 Salário, pois: No mês de fevereiro, faltou 14 dias e trabalhou 14 dias; No mês de novembro.Rm é o valor da remuneração mensal e n o período normal de trabalho semanal.Todavia, as deduções salariais por faltas têm de reportar-se ao mês em que ocorreram, sendo a retribuição mensal o limite das deduções salariais.Assim, neste exemplo, o trabalhador, apesar de ter trabalhado um dia, não recebe qualquer salário.Nota : Para a apuração do valor da contribuição Previdenciária por parte da empresa não há limite de contribuição, ou seja, toma-se por base a remuneração integral do 13 salário.O empregado não terá direito à fração de 1/12 avos no mês em que trabalhar menos de 15 dias, ou seja, nos meses de 31, 30 e 28 dias em que faltar injustificadamente 17, 16 e 14 dias respectivamente, não fará jus ao 13 Salário.As faltas injustificadas devem ser descontadas para a apuração do 13 salário, considerando-se como 1/12 avos de 13 salário apenas o mês em que o empregado tiver trabalhado no mínimo 15 dias no mês.Eu própria já as questionei, e, após várias pesquisas, encontrei um manual de um reconhecido advogado, especialista em Direito do Trabalho, que me serve de apoio no processamento mensal dos salários, e que me parece ser, o que melhor faz uma interpretação do Código.




[L_RANDNUM-10-999]